quarta-feira, 16 de abril de 2014

Preconceito com os nordestinos.

Preconceito é coisa de ignorante, gente sem acesso a educação, a cultura. Pessoas que estigmatizam os nordestinos, geralmente não conhece o Nordeste, sua cultura, sua história. E nem mesmo conhece os nordestinos, nem os anônimos, nem os notáveis. Certamente, nunca leram Ariano Vilar Suassuna, Jorge Amado, Graciliano Ramos, Josué Montello, José Louzeiro, Gonçalves Dias, jamais ouviram Hebert Vianna, Caetano Veloso, Gal Costa, Gilberto Gil, Maria Betânia, Zé Ramalho, Elba Ramalho, Moraes Moreira, Fagner, Luiz Gonzaga e entre outros.
Esse preconceito movido por questões geográficas é inaceitável, assim como tantos outros, no sul/sudeste não é raro perceber o tratamento de discriminação contra os migrantes dos estados do Nordeste. Em face duma origem descendem dos europeus, com predominância de brancos, julgam-se ser melhores e mais cultos, enquanto outros descendentes de mulatos e índios, prevalecendo uma população afrodescendente. Esse tipo de expressão não deixa de ser racista e preconceituosa.
Levando em consideração o Nordeste com sua diversidade cultural e de tamanha riqueza territorial, percebemos que, o povo brasileiro em geral, deve  se render ao Nordeste mediante a  construção de uma identidade cultural e histórica. Entretanto, sempre existem aqueles que são puramente ignorantes e desconhece a história e o merecimento, talento, reputação, coragem e valentia que vigoram no povo nordestinos 
Só nos resta de maneira sábia assumir uma identidade plenamente brasileira, em que é sabido, que os nordestinos tem seu valor moral, social, cultural e  político. Tornar a sociedade brasileira em uma classe  homogênea, é roubar o patrimônio histórico imaterial e material, o Brasil possui  uma ampla diversidade cultural, as possíveis contribuições dos colonizadores europeus, a população indígena e os escravos africanos foram os primeiros responsáveis pela disseminação cultural no Brasil.
Portanto, a ilegalidade do preconceito não pode prevalecer, e devem ser de fato puníveis os que tais cometem essas atitudes, isso fere os princípios legais, e a nossa Constituição Federal que nos garante o princípio de isonomia. Infelizmente ainda sim existe vários tipos de preconceitos que mantêm conservados e circulantes no seio da sociedade brasileira. "Quem sabe chegará um dia em que as leis se tornem menos necessárias, diante do aprimoramento dos valores da alma."  (Pablo Stolze) Ou seja, o  povo nordestino tenha seu reconhecimento de forma geral pela sua grande contribuição ao Brasil.


Nenhum comentário:

Postar um comentário